Category Archives: Bixiga70

Bixiga 70

O single do ‘Bixiga 70‘, o ‘100% 13 EP’, contém a versão original de ‘100% 13’ e a versão dub da mesma faixa, ‘100 % dub’, com produção e parceria de Strikkly Vikkly.
compacto-450x450

rodução musical: Victor Rice, Decio 7, Cris Scabello e Mauricio Fleury – Produção artística: Thiago Cury – Gravado no estúdio Traquitana e Mixado no estúdio Copan por Victor Rice – Masterizado no Red Traxx Music por Filipe Tichauer – Arte por MZK – 2011

Décio 7 – bateria;
Marcelo Dworecki – baixo;
Cris Scabello – guitarra;
Mauricio Fleury – teclado e guitarra;
Rômulo Nardes – percussão;
Gustávo Cék – percussão;
Cuca Ferreira – sax barítono e flautim;
Daniel Nogueira – sax tenor;
Douglas Antunes – trombone;
Daniel Gralha – trompete.

bixiga70.com
traquitana.org

Agradecimentos:

Toni Nogueira, Milton Azevedo (Miltão), Ronaldo Evangelista, Ramiro Z, Bruno Morais, Kika, Pipo Pegoraro, Otavio Carvalho (Ota), Dimitri Vakros (Analog Allstars), Bruno Buarque, Nina Cavalcanti, Bruno Palazzo, Astronauta Pinguim, Marcelo Jeneci, Joana Cury, Pedro Robles, Pablo Saborido, Carlos “Cacá” Lima, Conceição Reis (Conça), Manda, João Sobral, DGT Filmes, Cacá Machado, Estúdio Benedito, Regina Santos, Cris Gomes, Flavia Mazão, Monique Sossai, Tiquinho, Buda, Marcelo Monteiro, James Müller, Didi do Trombone, Ed Encarnação, Ben Lamar, Thiago França, Kiko Dinucci, Festa Fela e às nossas famílias, filhos, mestres e entes queridos.

 Link Original 

Share

Bixiga 70 – 2013

Boas novas, disco invocado, alias segundo disco da banda Bixiga 70, Afro-funk, Beat, Groove and mores! o confere é mais que garantido é certo!  Abraço a rapaziada do Bixiga pelo trampo e quam quiser comprar, ouvir ou baixar, visite o site site oficial da banda.”

Bixiga-70-2013-Foto-Nicole-Heiniger-1024x627

Foto: Nicole Heiniger

A música é instrumental mas o discurso é claro. Bixiga 70 chega chegando ao segundo disco: o groove ficou mais pesado; guitarras e teclados agora estão na linha de frente junto com os metais; bateria, baixo e percussões impulsionam os arranjos sem massagem; a ira se espalha pelos timbres, pelas linhas melódicas, pelos riffs – a temperatura subiu geral. Terreiro, Jamaica, dinâmicas jazzísticas, Pará, Etiópia e um clima de “blaxploitation à brasileira” se misturam com equilíbrio. A influência do afrobeat – supracitada nas boas críticas do primeiro disco, de 2011 – agora se dilui num mar de referências e o som alcançado identifica a banda como uma impressão digital. A África, afinal, é o mundo inteiro.

O trompete que chora no solo de “Deixa a Gira Girá” (ponto de candomblé, já adaptado pelo trio baiano Os Tincoãs, em 1973); a bateria que demole qualquer tropa de choque em “Ocupaí”; a guitarra que insinua um certo mistério em “5 Esquinas”; o sintetizador que evoca o futurismo em “Kriptonita”; o lamento coletivo na saideira, “Isa”; tudo parece reverberar a frequência que tomou as ruas do Brasil em junho de 2013 – mês em que a banda finalizou este segundo disco, com produção de seus integrantes e mixagem de Victor Rice. O processo de composição coletivo no estúdio e o entrosamento afinado em turnês azeitou – ou melhor, “vinagrou” – a química.

A 13 de maio reflete junho de 2013. É no número 70 da rua mais famosa do Bixiga que a banda ensaia e grava, na sede do estúdio Traquitana, mesmo endereço que, uma vez por ano desde 2007, vê as ruas tomadas para a realização do Dia do Graffiti – mais um exemplo de evento que ocupa as ruas de São Paulo com programação cultural gratuita, ao ar livre. Rua. Ocupação. Música. Não é só no mapa de São Paulo que o Bixiga fica ali colado na Liberdade. Avante!”

Ramiro Zwetsch / Radiola Urbana / Junho de 2013

Bixiga-70-2013-contracapa Print

Gravado no estúdio Traquitana entre 13 e 17 de maio de 2013.
Produzido e arranjado por Bixiga 70.
Gravado por Evaldo Luna, Junior Zorato, Betinho.
Mixado por Victor Rice no estúdio Copan.
Masterizado por Fernando Sanches no estúdio El Rocha.
Foto: Nicole Heiniger
*Deixa a Gira Girá – adaptação do arranjo da faixa de mesmo nome do disco “Os Tincoãs” (1973).

Décio 7 – bateria;
Marcelo Dworecki – baixo;
Cris Scabello – guitarra;
Mauricio Fleury – teclado e guitarra;
Rômulo Nardes – percussão;
Gustavo Cecci – percussão;
Cuca Ferreira – sax barítono;
Daniel Nogueira – sax tenor;
Douglas Antunes – trombone;
Daniel Gralha – trompete.

bixiga70.com
traquitana.or

Share